Wednesday, November 17, 2004

Características principais das Aves

  • Corpo forte e compacto - fundamental para uma boa adaptação ao vôo, o corpo da ave é, de modo geral, pequeno, forte, compacto e musculoso.
  • Pele coberta de penas – a pele mole e flexível está ligada aos músculos subjacentes e não apresenta glândulas, com exceção da glândula uropiginal.
    As penas formam um revestimento leve, flexível e resistente. As penas das asas e cauda formam, ainda, importantes superfícies de sustentação da ave no vôo. As penas crescem a partir de folículos, são exclusivamente epidérmicas e formadas por queratina.
  • Esqueleto – totalmente ossificado, é simultaneamente delicado e forte, pois muitos ossos estão fundidos. Os outros são ocos. Muitos destes ossos contêm sacos aéreos no seu interior, em associação com o sistema respiratório.
    O esqueleto das aves é modificado de modo para que se adapte ao vôo, à locomoção bípede e à postura de grandes ovos de casca dura.
    O crânio tem um côndilo occipital e o pescoço é tipicamente longo e flexível.
    O externo é grande e com quilha, onde se apoiam os músculos das asas, o que impede a sua expansão durante a respiração.
    A cintura pélvica é largamente aberta ventralmente, permitindo a passagem fácil dos ovos nas fêmeas. As vértebras caudais são pouco numerosas e comprimidas;
  • Sistema nervoso e órgãos dos sentidos – a visão é um sentido primário nas aves, tendo os olhos grandes uma elevada acuidade visual e uma rápida acomodação. A retina contém maior número de receptores por unidade de área que os restantes vertebrados. Os olhos estão rodeados por pálpebras e uma membrana nititante.
    Os ouvidos abrem atrás dos olhos, protegidos por penas especiais, e são igualmente eficientes. As narinas abrem no maxilar superior, mas recepção pelo olfato e gustação não se destaca na capacidade de uma ave.
  • Sistema digestivo – a boca é rodeada por um bico pontiagudo, leve e flexível e com revestimento córneo que cresce continuamente, para substituir possíveis desgastes. Quando aberto, tanto o maxilar inferior como o superior se deslocam, obtendo-se uma ampla abertura. A forma do bico revela os hábitos alimentares da ave, pois a sua forma está a eles adaptada.
    O papo que umidece e armazena os alimentos, e a moela musculosa onde, com a ajuda de pequenas pedras, o alimento é triturado são característicos da aves. O ânus abre na cloaca.
    O seu pequeno peso e elevado metabolismo levam as aves necessitarem permanentemente de grande quantidade de alimentos de alto teor calórico. Os níveis de açúcar no sangue de uma ave são cerca de duas vezes superiores aos de um mamífero;
  • Sistema respiratório – os pulmões compactos estão presos às costelas e ligados a sacos aéreos de paredes finas, que se estendem entre os órgãos viscerais. Isso resulta da fraca possibilidade de expansão da caixa toráxica, muito rígida para melhor sustentar os músculos do vôo.
    Os sacos aéreos ajudam no processo respiratório e dissipam o calor gerado pelo elevado metabolismo. A caixa vocal, ou siringe, localiza-se na base da traquéia, útil para a comunicação a longas distâncias;
  • Sistema circulatório – coração com 4 câmaras, glóbulos vermelhos biconvexos e nucleados;
  • Sistema excretor – rins metanéfricos, associados a sistema porta-hemal. Não têm bexiga pois não produzem urina aquosa, o que reduz o peso total do animal;
  • Regulação de temperatura – endotérmicos ou homeotérmicos, permitindo-lhes permanecer ativos durante todo o ano e à noite. O surgimento desta característica nas aves parece ter sido. A temperatura interna das aves ronda os 40 – 42ºC;
  • Reprodução – a grande maioria das aves é monogâmica, formando casais reprodutores. Os machos defendem um território e realizam complexos rituais de acasalamento, exibindo-se ou cantando para atrair as fêmeas.
    Todas as aves são ovíparas e produzem ovos amnióticos com muito vitelo e casca calcária. Os ovos são sempre depositados externamente (geralmente num ninho) para incubação. O ninho fornece segurança, calor e um local isolado e longe de predadores para cuidar das crias.
    Nas fêmeas apenas um dos ovários embrionários se torna funcional no adulto, num esforço para reduzir o peso da ave durante o vôo. Um ovário maduro tem o aspecto de um cacho de uvas, podendo conter até 4000 óvulos, que podem potencialmente desenvolver-se em gemas. Cada um está ligado ao ovário através de uma fina membrana - folículo - coberta por uma rede de vasos sanguíneos. A gema é formada por deposição de camadas sucessivas de vitelo, permanecendo o blastodisco à sua superfície.
    Após a ovulação, a gema é mantida íntegra pela membrana vitelina e é recolhida da cavidade abdominal pela extremidade em forma de funil do oviducto, designada funículo ou infundíbulo. Nesta zona do oviducto ocorre a fecundação.
    As restantes zonas do oviducto formam os componentes do ovo: no magnum a clara é acrescentada, estando a forma do ovo definida; no istmo, uma zona mais estreita do canal, formam-se as membranas da casca; no útero ou glândula da casca forma-se a casca, a etapa mais demorada da formação do ovo, e diferencia-se a calaza; na vagina o ovo recebe uma fina película anti-bacteriana e anti-partículas designada cutícula, impedindo-as de penetrar através da casca porosa. Também na vagina o ovo é virado, pois deverá ser posto com a extremidade arredondada primeiro.
    Os ovos são geralmente pigmentados, devendo-se a sua cor à mistura em percentagens variáveis de apenas dois tipos de pigmento, um derivado da hemoglobina e outra da bílis. O pigmento é adicionado à casca durante a passagem deste pelo oviducto da fêmea.
    O sistema reprodutor masculino mantêm no adulto os dois testículos embrionários, ligados a um par de epidídimos e canais deferentes, que conduzem à cloaca os espermatozóides e as secreções espermáticas.
    A fecundação é sempre interna, com a cópula resultando apenas do encosto das aberturas das cloacas masculina e feminina. No entanto, existem aves que apresentam órgãos fálicos, embora sem vasos sanguíneos no seu interior. É comum que apresentem um sulco espiralado ao longo da sua superfície, por onde o esperma escorre para o interior da cloaca e oviducto da fêmea.



20 Comments:

Anonymous Anonymous said...

que otimo ,muito proveitoso e interessante.

March 11, 2009 at 5:11 PM  
Anonymous Anonymous said...

adorei o texto me ajudou muito , q a letra e muito pequena tome providencias ok, obrigado!!

October 29, 2009 at 9:06 AM  
Anonymous Anonymous said...

Amei, parabéns! Me ajudou muito no meu trabalho de escola, obrigada.;]

November 7, 2009 at 3:04 AM  
Blogger arthur leandro said...

This comment has been removed by the author.

November 29, 2009 at 9:53 AM  
Blogger Cristina said...

amei muito bom ajudou muito brigada

April 14, 2010 at 5:04 AM  
Anonymous claudio said...

me ajudou muuuito, obrigado!
trabalho da facul que vai me salvar de uma PF ;) hehehehe.

June 23, 2010 at 10:44 PM  
Anonymous Anonymous said...

é só pressionar "ctrl" e "+" p/ aumentar a letra (:

December 7, 2010 at 3:31 PM  
Blogger Danizinha said...

Me ajudou muito no trabalho de escola!
Valeu mesmo!
Mas nos próximos posts coloque a letra um pouco maior e mais escura, facilita a leitura...
Xau...

May 24, 2011 at 4:15 PM  
Anonymous Anonymous said...

Fkin fail, bro.

May 26, 2011 at 10:55 AM  
Anonymous Anonymous said...

me ajudou pra caramba no trabalho da escola

May 30, 2011 at 5:59 AM  
Anonymous Anonymous said...

Olá eu adorei me ajudou...só aumentem a letra por favor okk

June 7, 2011 at 6:49 AM  
Blogger karla rayanna said...

ficou uma merda!!!! ficou o ótimo legal e idiota aaaaaaa tô cansada muito bom !

August 22, 2011 at 4:31 PM  
Blogger DARA said...

me ajudou muito obrigada

September 24, 2011 at 4:57 PM  
Anonymous Anonymous said...

Me ajudou muito no trabalho de escola!
Valeu mesmo!

June 26, 2012 at 7:11 AM  
Anonymous Anonymous said...

rarara se jura que vou ler isso tudo

October 25, 2012 at 5:43 PM  
Blogger Fany-Show said...

obgdo pois por causa deste texto eu consegui faser meu trabalho de biologia

October 30, 2012 at 7:47 AM  
Blogger Gabriel alves pereira said...

ficou muito bom sua explicação mas nao gostei muito das cor das letras dificulta muito a leitura

August 29, 2013 at 9:08 PM  
Blogger Gabriel alves pereira said...

This comment has been removed by the author.

August 29, 2013 at 9:09 PM  
Blogger Gabriel alves pereira said...

ficou muito bom sua explicação mas nao gostei muito das cor das letras dificulta muito a leitura

August 29, 2013 at 9:10 PM  
Blogger Eduarda Holanda said...

ta miin ajudaando bastante mais também neem tanto.. teenho que fazer um resumo desse texto agora -_-

December 4, 2013 at 11:28 AM  

Post a Comment

<< Home